Notícias de Oeiras no Mural da Vila

Numero
Teresina

Caso Aretha Dantas: Em depoimento, ex-namorado diz que matou para se "defender"

O ex-namorado de Aretha Dantas, Paulo Alves dos Santos Neto, se entregou no início da noite de quarta-feira

17 de Maio de 2018 às 12h08 Imprimir

Atualizada em 17/05/2018 às 13h26

 O ex-namorado de Aretha Dantas, Paulo Alves dos Santos Neto, se entregou no início da noite de quarta-feira (16/05) no Departamento Estadual de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP), na zona Sul de Teresina. Até a manhã desta quinta-feira (17/05) o autor do crime ainda se encontrava na sede da DHPP.

Segundo informações do delegado Francisco Costa, o Baretta, Paulo Neto alega em seu depoimento que a vítima que estava de posse da faca e lhe desferiu uma facada na perna primeiro. Alguns vizinhos relataram que era frequente ouvir pedidos de socorro de dentro da residência.

Em entrevista ao repórter Kilson Dione, na manhã desta quinta (17), a delegada Luana Alves, do Núcleo de Feminicídio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, que preside o inquérito, afirmou que não existem mais dúvidas em relação a autoria do crime. "Ele confessou a autoria, além de já ter um indício muito forte contra ele. Agora ele conta uma versão um pouco mais romântica do fato, alega que estava apenas se defendendo, que também foi agredido por ela e ela que lhe esfaqueou na perna. Mas uma defesa com mais de dez facadas é complicado de aceitar", afirmou ela.



A delegada relatou com detalhes tudo que aconteceu no dia do crime. "No dia do crime que foi numa segunda para terça ela se encontrou com o ex-namorado, eles saíram de um restaurante na zona Sul, foram para um motel na zona Norte, de lá eles estavam voltando para zona Sul, onde tiveram uma discussão e ocorreu o crime dentro do carro. A versão dele é que a discussão iniciou por parte dela, que ela iniciou a agressão, é um método de defesa dele que ele pode falar o que quiser", declarou a delegada.

Ainda segundo Luana Alves, a polícia tem muitos depoimentos de testemunhas. "A versão do agressor é algo que ele não vai ser punido se mentir, ele vai usar o interrogatório dele para se defender, no entanto a versão dele é uma legítima defesa, é algo que ele pode ter sido orientado pelos advogados. Todo mundo sabe que a Aretha estava iniciando um novo relacionamento sério, um relacionamento com uma pessoa que queria manter um padrão de vida social mais tranquilo, mais sereno que ela pudesse se desenvolver como pessoa, trabalhar, ter amigos, algo que ela não tinha com o Paulo. A carta também foi apreendida mas ele estava muito chateado com ela, dizendo que ela tinha feito ele de trouxa, que não sabe porque ela tinha feito aquilo com ele. Ele atribui a uma pessoa porque acredita que outras pessoas interferiram para ela iniciar um novo relacionamento", disse a delegada acrescentando que Aretha e Paulo se conheceram em julho de 2017.



"Dentro da casa tinha uma corda e um banco, agora se ele colocou para se matar só ele sabe. A versão dele é que ele estava bastante transtornado e também tem outras cenas que ele ameaçou pular da ponte. É importante esclarecer que saber quem é o autor não encerra o procedimento, temos que mostrar como foi que esse fato aconteceu, nós não temos outra pessoa na cena do crime, além da vítima e do agressor. O que nós sabemos é que ele confessou que primeiro foi agredido com uma facada na perna por ela, que ele tem essa lesão ele tem e ele afirma que foi a vítima, é algo que só ele vai saber", afirmou.

Luana Alves declarou ainda que Paulo Neto afirmou em depoimento que não atropelou a vítima, mas a perícia é que vai dizer se existe a possibilidade do carro ter passado por cima de Aretha. "O que ele confirma é que agrediu a moça porque ele estava sendo agredido apor ela".

Sobre uma possível fuga do autor do crime para fora do país, a delegada afirmou: "Ele tem parentes fora do país, a versão dele é que não iria fugir, que iria colaborar, no entanto se ele tentasse fugir do país ele seria barrado tanto no Aeroporto como na Rodoviária. Nós estamos fazendo todas as diligências, a prisão dele vai ser concluída e ele será encaminhado para a Central de Flagrantes, de lá para a penitenciária".

Ainda na tarde de ontem, os policiais entraram na residência do ex-namorado de Aretha e encontraram marcas de sangue por toda a parte. Pegadas de sangue foram encontradas no chão, assim como também no sofá e garrafas de bebidas também estavam na casa. A faca usada no crime foi apreendida ainda suja de sangue junto com uma carta.



Segundo o delegado Marcelo Cruz, que teve acesso a carta, ela foi escrita por Paulo logo depois de ter cometido o crime. "Era uma carta que tinha muita raiva, ele fala mal de uma pessoa ligada à vitima e pede para cuidarem do cachorro dele e não matar o animal. Existe a possibilidade de ela ter sido morta dentro do veículo, ter sido jogada na Avenida Maranhão e sido atropelada para simular um atropelamento ou ela foi morta dentro da casa, colocada no veículo e jogada lá. Mas tem bastante sangue dentro da casa, pelo cenário encontrado ele agiu sozinho já que havia sinais de violência no sentido de que ela teria travado uma luta corporal", afirmou.



Veja mais notícias sobre Teresina.

Fonte: Meio Norte  |  Edição: Redação Oeiras
O blogueiro e/ou correspondente deste município NÃO possui qualquer vínculo empregatício ou comissão pela postagem e/ou colaboração com o conteúdo do Mural da Vila. Portanto, todo e qualquer conteúdo (textos, imagens e vídeos) apresentados nesta página é de inteira responsabilidade civil e penal do responsável (blogueiro, correspondente ou colunista).

Comente através do Facebook
Veja também

Caso Aretha Dantas: Em depoimento, ex-namorado diz que matou para se "defender" O ex-namorado de Aretha Dantas, Paulo Alves dos Santos Neto, se entregou no início da noite de quarta-feira 17 de Maio de 2018T05/17/2018T12:08
https://www.muraldavila.com.br/imgs/logomarca-interna2.png Mural da Vila
336 255
Veja Noticias de Sua cidade:
Bio SID Spazzo Lila Honda Direito Casa do Frango Paraiba AcquaBox Passe a Limpo - Gráfica rápida Eros Novo Lanches e Cia Lojas A Credinorte Mistura