Notícias de Oeiras no Mural da Vila

Numero
Política

Obras públicas paradas em Oeiras serão concluídas logo, garante Dias

24 de Janeiro de 2015 às 00h43 Imprimir

Atualizada em 24/01/2015 às 15h47

Em Oeiras, participando das atividades alusivas ao 192° Aniversário da Adesão do Piauí à Independência do Brasil, o governador Wellington Dias falou ao Mural da Vila sobre a ativação da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da retomada e conclusão de obras públicas paralisadas no município.

Recém-chegado de Maringá-PR, onde visitou UPAs indicadas pelo Ministério da Saúde como modelo de gestão, Dias disse que busca formas de sustentação para abertura definitiva das unidades concluídas no Piauí. “Hoje, o custeio das UPAs requer uma contrapartida dos estados ou municípios. O custeio da UPA de Oeiras é feito pelo Estado e pela União. A ideia é que a União entre com 50% dos recursos. Uma UPA como a de Oeiras, que é do tipo II, tem um custo mensal de aproximadamente R$ 1,2 milhão. No entanto, a União estabeleceu que é R$ 500 mil. Então, estamos buscando subsídios para um entendimento com a União”, detalhou Wellington Dias.

Sobre a gestão da UPA de Oeiras, que está a cargo da Cruz Vermelha, o governador disse que o Estado vai avaliar novamente o contrato. “Estamos analisando, mas havendo legalidade no contrato [a Cruz Vermelha] pode prosseguir. Temos primeiro que repactuar as condições de financiamento, principalmente, com a União”, ponderou.

Obras paralisadas

Wellington Dias garante que obras paralisadas, como a do Mercado Central de Oeiras, serão concluídas logo. “Nesse instante, pela dificuldade financeira do Estado, estamos priorizando a conclusão destas obras inacabadas ou emergenciais, além de convênios com a União e contratos de empréstimo. Para tudo isso acontecer, precisamos tirar o estado da inadimplência, do Serasa”, disse Wellington Dias, sem definir quando as obras serão retomadas.

Em relação à obra do Memorial do 24 de Janeiro, inaugurado ano passado mesmo antes de ser finalizado, Dias informou que pretende marcar, para fevereiro ou março, uma audiência com representantes de entidades culturais no intuito de discutir como o espaço será utilizado. “Quero me reunir com historiadores e agentes culturais de Oeiras para que, juntos, possamos ver como fazer a conclusão desta obra. Ver com eles, o que pode ser acrescentado ou modificado”, finalizou o governador.

Jadson Osório – especial para o Mural da Vila

 

Veja mais notícias sobre Política.

Fonte: Da redação  |  Edição: Redação Oeiras

Comente através do Facebook
Veja também

Obras públicas paradas em Oeiras serão concluídas logo, garante Dias 24 de Janeiro de 2015T01/24/2015T00:43
https://www.muraldavila.com.br/imgs/logomarca-interna2.png Mural da Vila
336 255
Veja Noticias de Sua cidade:
Casa do Frango Posto Chico Frigoleme Paraiba Lojas A Credinorte Lila Passe a Limpo - Gráfica rápida Supermercado Alternativo Leal Eletro Spazzo Bio SID