Notícias de Oeiras no Mural da Vila

Numero
Valença

Pai chora em depoimento e confessa que matou filha com sete facadas em Pimenteiras

Leonardo será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, por impossibilitar a a defesa da vítima.

22 de Fevereiro de 2018 às 16h27 Imprimir

Atualizada em 23/02/2018 às 19h13

 Durou mais de uma hora o depoimento do ajudante de pedreiro Leonardo Irving Daniel da Silva, 23, à Polícia Civil. Na oitiva ao delegado de Inhuma, Daniel Araújo, ele confessou que matou a própria filha, de apenas 1 ano de idade, com sete facadas. O crime aconteceu nessa quarta-feira (21) na cidade de Pimenteiras, distante 293 quilômetros de Teresina, e chocou os moradores da região.

Leonardo afirmou que estava arrependido do crime e disse que o assassinato da criança, identificada como Nicolly Gabriele Daniel da Silva, ?não era para ter acontecido?. Segundo o delegado, ele passou todo depoimento chorando, dizendo que ?ia se encontrar com a filha? em breve. A menina fez aniversário no último dia 13.

"No depoimento ele não demonstrou frieza e chorou por mais de uma hora. Disse também que quando sente uma raiva muito grande não consegue se controlar", informou o delegado. Leonardo contou que faz tratamento psiquiátrico desde a adolescência, mas que não seguia as recomendações clínicas "à risca". O ajudante de pedreiro também negou ser dependente químico e afirmou que só usou droga "uma vez na vida".

Planos de matar esposa

Leonardo confessou, ainda, que desde setembro do ano passado tinha planos de matar sua esposa após descobrir uma suposta traição. "Ele disse que pensava em matar ela e se suicidar em seguida, mas como eles terminavam e reatavam o relacionamento, ele acabava desistindo", detalha o delegado Daniel.
Atualmente o casal estava separado e dividia a guarda da filha. Ontem a mãe da criança foi buscá-la na casa dos pais de Leonardo e, segundo o suspeito, houve uma discussão porque sua ex-esposa não quis acompanhá-lo em uma consulta psiquiátrica.

"Ele disse que quando ela chegou disse que não iria ao psiquiatra com ele. Daí começou a discutir com ela, pegou um punhal e disse que ela tinha que ir com ele de qualquer jeito. O pai estava com a criança do colo e disse para a ex- mulher escolher se morria ela e ele ou ele e a criança", acrescenta o delegado.
Nesse momento a mãe da criança saiu correndo pela vizinhança pedindo ajuda e polícia foi acionada. "Leonardo disse que quando viu a viatura da polícia deu sete facadas na filha. Eu perguntei a ele se a sua ex-mulher também tivesse na casa se ele a mataria e ele respondeu que sim", conta o delegado.

Sanidade mental

Leonardo será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, por impossibilitar a a defesa da vítima. Ele está detido na Delegacia Regional de Valença e os agentes reforçaram a segurança do preso para que ele não cometa suicídio.

Até amanhã Leonardo deve ser encaminhado ao sistema prisional. O delegado responsável pelo inquérito também irá pedir um exame para avaliar a saúde mental do suspeito e uma possível depressão.

Mãe da criança está gravida de 04 meses

Amanda Keli, mãe da pequena Nicole Gabriel, está gravida de 04 meses.

A informação foi confirmada por familiares durante o sepultamento da criança nesta manhã de quinta-feira (22), no Cemitério São Benedito em Valença.



Amanda Keli passou mal durante o sepultamento da filha e foi levada para o hospital regional onde permanece internada. O crime teve ampla repercussão devido à crueldade do homicídio.

Familiares não confirmaram se o pai do filho que Amanda Keli está esperando é de Leonardo Silva. Os dois estavam separados. As testemunhas do crime serão ouvidas nesta sexta-feira (23) pelo delgado Dr. Daniel Alves.




Veja mais notícias sobre Valença.

Fonte: Fala Piauí  |  Edição: Redação Oeiras
O blogueiro e/ou correspondente deste município NÃO possui qualquer vínculo empregatício ou comissão pela postagem e/ou colaboração com o conteúdo do Mural da Vila. Portanto, todo e qualquer conteúdo (textos, imagens e vídeos) apresentados nesta página é de inteira responsabilidade civil e penal do responsável (blogueiro, correspondente ou colunista).

Comente através do Facebook
Veja também

Pai chora em depoimento e confessa que matou filha com sete facadas em Pimenteiras Leonardo será indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe, por impossibilitar a a defesa da vítima. 22 de Fevereiro de 2018T02/22/2018T16:27
https://www.muraldavila.com.br/imgs/logomarca-interna2.png Mural da Vila
336 255
Veja Noticias de Sua cidade:
Eros Novo Paraiba Spazzo Lila SID Honda Direito Lojas A Credinorte Bio Supermercado Alternativo AcquaBox Mistura Lanches e Cia Casa do Frango