Notícias de Oeiras no Mural da Vila

Numero
Cultura

Cultos afros em busca de reconhecimento

26 de Fevereiro de 2009 às 01h18 Imprimir

Neste carnaval, os blocos de matriz africana, como o Filhos de Gandhi, que completou 60 anos, foram reconhecidos oficialmente como pa-trim?nio imaterial da Bahia. No Piau?, afox?s e grupos similares s?o bem poucos e nem de longe prezam do prest?gio de seus similares. No entanto, a dan?a afro ? praticada em alguns locais da cidade, muitos deles ligados a terreiros de umbanda como forma de pres-tigiar e preservar as origens locais da mais brasileira das religi?es.

Um entusiasta dos grupos de dan?a afro em Teresina ? o professor Ant?nio da Cruz, que h? d?cadas trava uma luta um tanto an?nima e solit?ria, n?o s? por esta manifesta??o, mas tamb?m pelas religi?es de matrizes africanas no Piau?.

Ele conta que esta luta tomou novo f?lego no ano passado quando foi realizado o I Encontro de Religi?es de Matrizes Africanas, em um espa?o cedido pela Emater, em seu n?cleo localizado na estrada para a cidade de Altos.
Desse evento foi institu?da uma Rede que, segundo Ant?nio da Cruz, "serve para esclarecer sobre essas religi?es", a saber: o candombl?, a umbanda, quimbanda, entre outras.
Todas elas t?m na dan?a uma forma de manifesta??o. A liga??o entre m?sica, corpo e esp?rito ? ?ntima. Um exemplo citado por Cruz ? o grupo Il? Ax? Oxagui?, que faz parte do terreiro de M?e Eufrazina de Yans?, localizado na zona sul da capital.

BER?O AFRO - O discurso do umbandista, formado em Geografia pela Universidade Estadual do Piau? e um estudioso das religi?es afrobrasileiras, quer chamar a aten??o das autoridades para a legitima??o do Piau? como um ber?o destas manifesta?es religiosas. "O Piau? tamb?m ? um ber?o de cultura afro no Brasil. N?o ? apenas a Bahia e o Maranh?o", assegura Ant?nio da Cruz.

E ele afirma ter dados suficientes para embasar sua afirma??o. "A regi?o do Grande Dirceu at? o bairro Todos os Santos ? uma verdadeira Cod?", diz o professor, comparando a quantidade de terreiros na zona sudeste ? da cidade maranhense.

Baseado nesse dado, Ant?nio Cruz sugere que naquela regi?o da capital seja constru?da uma "pra?a dos orix?s", uma esp?cie de monumento para sinalizar e homenagear a forte presen?a das religi?es de matrizes africanas.
Desde 2008, quando foi comemorado o centen?rio da umbanda no Brasil, o professor vem sendo convidado para palestrar em eventos culturais de porte como os Folguedos e em faculdades na capital.

"Meu pedido ? que as institui?es de ensino ajudem a divulgar o conhecimento das religi?es de matrizes africanas. N?s (adeptos) cultuamos a natureza e a vida", ressalta ele, lembrando que os fi?is do candombl?, umbanda e quimbanda s?o geralmente v?timas de preconceito ou intoler?ncia religiosa n?o s? no Piau? mas em todo o Pa?s.

Para Ant?nio da Cruz a sa?da ? que os Governos invistam em pol?ticas p?blicas para os terreiros. Segundo ele, j? existe um projeto neste sentido sendo enviado para o Minist?rio da Cultura.


Di?rio do Povo

Veja mais notícias sobre Cultura.

Palavras-chaves:
Fonte: Mural da Vila  |  Edição:

Comente através do Facebook
Veja também

Cultos afros em busca de reconhecimento 26 de Fevereiro de 2009T02/26/2009T01:18
https://www.muraldavila.com.br/imgs/logomarca-interna2.png Mural da Vila
336 255
Veja Noticias de Sua cidade:
Lojas A Credinorte Paraiba AcquaBox Leal Supermercado Alternativo Store One Frigoleme Spazzo Lila Posto Chico SID Eletro Lanches e Cia